wrapper

VOTAOO Projeto de Lei do Executivo que dispõe sobre a remuneração dos agentes comunitários de saúde e dos agentes de combate a endemias de Várzea Grande foi protocolado na Câmara Municipal e será votado na sessão ordinária desta quinta-feira (04.03).

Consta do projeto, que a remuneração dos agentes comunitários de saúde e dos agentes de combate a endemias efetivos fica fixa em R$ 1.250 mensais. Já dos não efetivos, ou dos servidores que não tenham vínculo definitivo com o Poder Executivo fica fixado R$ 1.014 mensais.

A proposta de reajuste foi protocolada na sessão ordinária da última quinta-feira (28.02), sob protestos dos agentes de saúde municipais, que esperavam a votação na mesma data. No entanto, conforme o presidente da Câmara Municipal, o vereador Fábio José Tardin – Fabinho (DEM), o PL ainda precisava tramitar nas devidas comissões do Legislativo.

“Votar o projeto sem ler será prejudicial para vocês, vamos estudar o projeto e na próxima sessão iremos votar”, garante Fabinho.

Já o vereador Ícaro Reveles (PSB), disse aos manifestantes que a Casa sempre apoiou os agentes, e ressaltou que o PL não entrou em votação por falha da Prefeitura, que não enviou com antecedência ao Legislativo. “O projeto é da Prefeitura e tem que vir para a Câmara apreciar, se existe uma falha aqui não é do Poder Legislativo. Ele ainda precisa ser estudado, tanto pela própria categoria como por nós vereadores”, disse o parlamentar.

O parlamentar Ivan dos Santos (PRB) cobra do Executivo que cumpra a Legislação Federal. “Vocês estão falando que está acontecendo é sacanagem, porém se houve foi do Poder Executivo. Os vereadores querem garantir que seja cumprida a Lei Federal”, fala Ivan.

banner prefeitura 2018

selo 150

visite site 2