wrapper

IMG 7148Com 18 votos favoráveis, foi aprovado o requerimento 08/2019 do vereador por Várzea Grande e presidente da Comissão de Obras, Cleyton Nassarden Guerra – Sardinha (PTB), que pede informações do Poder Executivo sobre o método de escolha do fiscal de contrato e de suas responsabilidades em relação aos contratos, devido a precariedade nas obras de pavimentação asfáltica, no bairro Mapim.

Conforme o parlamentar, alguns moradores do bairro ficaram indignados e viram que a obra era uma “afronta” ao dinheiro público.

“Presenciei uma discussão entre o fiscal e o morador. Fiz uma pergunta para o fiscalizador, quanto já foi pago pela obra? Ele me respondeu que já tinha sido quitado entre 80 à 90% do valor. Eu dei uma risada e disse que a empresa não iria voltar ao local para receber 10% para consertar a obra inteira. Fica a pergunta, qual o critério para ser fiscal de contrato no município?”, questiona Sardinha.

O vereador Ivan dos Santos (PRB), que também recebeu uma denúncia dos munícipes, que residem no bairro Mapim, disse que os moradores queriam procurar o Ministério Público Estadual (MPE), porém ele orientou que fosse acionada a Casa de Leis. 

“Falei para eles que a Comissão de Obras iria fiscalizar. Vossa excelência (Sardinha), foi ao local e constatou rachaduras no asfalto, se falam que é casca de ovo, eles zangam. Qual o critério para colocarem o asfalto? Alguma coisa irregular tem ali”, disse dos Santos.

Sardinha ainda declara, que aguarda a resposta do requerimento para se posicionar e espera que seja adotada mais critérios para a escolha do fiscal de contrato.

José Wallison/Assessoria

banner prefeitura 2018

selo 150

visite site 2