Câmara Municipal de Várzea Grande aprova Projeto de Lei que cria programa de conscientização sobre síndrome alcoólica fetal

Os vereadores por Várzea Grande aprovaram, nesta terça-feira (10.05), o Projeto de Lei n° 75/2022 o qual dispõe sobre a criação do programa de conscientização sobre a síndrome alcoólica fetal (SAF). A proposta é de autoria do vereador Paulo Silva e segue para sanção ou veto do prefeito Kalil Baracat.  
 
Segundo o parlamentar, durante a gravidez, o álcool pode provocar diversas sequelas nos bebês. “Infelizmente, no Brasil ainda não há dados os quais mostram o número de casos de SAF, porém é um tema de suma importância”, destaca o vereador. 
 
 A síndrome alcoólica fetal é um distúrbio que afeta o desenvolvimento do feto e é causado pela exposição ao álcool durante a gravidez. Entende-se por síndrome alcoólica fetal (SAF) o conjunto de sinais e sintomas de uma condição clínica prevenível, mas a cada dia mais frequente entre as mulheres jovens. O distúrbio é determinado pela exposição ao álcool ainda dentro do útero materno e pode afetar o desenvolvimento físico, comportamental, cognitivo e neurológico do feto.