Comissão Processante que apura possível quebra de decoro parlamentar do vereador Jânio Calistro ouve testemunhas

Foi realizada nesta quarta-feira (24.06) uma audiência para ouvir dez testemunhas no inquérito que apura a suposta quebra de decoro parlamentar cometida pelo vereador por Várzea Grande, Calistro Lemes do Nascimento – Jânio Calistro (DEM).  A defesa de Calistro terá o prazo de cinco dias para atualizar o endereço e o contato das duas testemunhas que não foram encontradas para serem notificadas.

Conforme o presidente da Comissão Processante, o vereador Valdemir Bernadino de Souza – Nana (DEM), uma nova audiência será marcada para ouvir as testemunhas que não foram possíveis serem notificadas.

“A Comissão tem atuado de forma imparcial em relação as partes envolvidas no processo, para que o nosso futuro parecer seja proferido de forma justa, quero deixar registrado que não está sendo analisado o crime supostamente cometido pelo vereador, uma vez que isto é papel do Poder Judiciário, estamos fazendo uma análise política de sua conduta, se ela ocasionou a quebra de decoro parlamentar.  O rito está sendo seguido com rigidez conforme o Regimento Interno, Lei Orgânica do Município e Decreto Lei n° 201/67”, destaca Nana.

Além de Bernadino, faz parte da comissão como relator, o vereador Pedro Paulo Tolares – Pedrinho (DEM) e Carlino Neto (PTB) como membro. A representação contra Jânio à Câmara Municipal foi apresentada por Gesenilton Figueiredo Nelo, Oseas da Costa Farias, Giorgio Aguiar da Silva e Lucas Catisti Lopes Barbosa. A representação foi acatada por 18 votos favoráveis na sessão ordinária do dia (10.03).